Sendo Flor…

setembro 18, 2018 - Por Tathy Araújo

– Jardim, quantas flores em você, tantas cores.

Algumas flores rentes ao chão, outras despontam do alto de árvores robustas. Outras surgem lindas de galhos aparentemente secos. Mas, antes de serem flores, eram sementes… Rompimento. Dor.
Germinação. Alegria. Dor. Nascimento. Alegria. Dor. Crescimento. Dor. Alegria. Novos romperes, novos rasgos. Florada. Ufa… Tudo isso para florescer?

Jardim respondeu: – Sim. “Por mais sofrido que seja, é assim”.
É assim para que o pássaro que espalha sementes, seja. Para que a abelha que poliniza, seja. Para que o outono que faz cair folhas, temperatura e luminosidade, seja. Para que a chuva que rega e refresca, seja. Para que a tempestade que encharca e nos faz parar e redefinir manejos, seja. Para que o sol que aquece e fornece luz, seja. Por aí, por aqui, ali e acolá, há muitos “Para quês” que dão sentido às dores e nos encorajam a mexer nelas. É trabalhoso, dói, mas é daí que desengavetamos potências e produzimos beleza.

Falei para Jardim:
– Acho que entendi… então, a dor É para que a alegria seja?

– Sim! E lembre-se: Tem que mexer na terra para adubar e flores-SER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa confraria e desfrute de uma vida mais saudável

Preencha os campos abaixo e começe agora mesmo essa mudança.

Ícone Confraria Trocas Saudáveis

Confraria na sua casa

Saber Mais
Ícone Confraria Trocas Saudáveis

Confraria na sua Empresa

Saber Mais